Food Truck: Os 6 Passos Indispensáveis Para Começar

food-truck-6-passos-indispensaveis

Visto ultimamente como um mercado consolidado nos Estados Unidos, o modelo de um veículo gourmet estacionado nas ruas, vendendo pratos diferenciados que vão além do tradicional cachorro-quente, começa a ganhar espaço no Brasil.

Nos Estados Unidos, onde os food trucks coexistem há mais tempo, o negócio de refeições itinerantes teve um faturamento superior a 700 milhões de dólares em 2014.

No Brasil, onde é tudo ainda muito novo, a estimativa é de que as receitas ultrapassem os 50 milhões, em 2015. Estudos indicam que o setor está passando por uma fase de grande expansão no país.

O que você vai encontrar neste artigo:

  • A lei que regulamenta a atividade nas ruas
  • Os 6 passos indispensáveis para começar seu food truck
    • Pesquise muito!
    • Determine seu conceito
    • Invista no veículo
    • Atenção à higiene
    • Crie espaço nas redes sociais e apareça!
    • Esteja preparado
  • Como funcionam as feiras gastronômicas
  • Franquias disponíveis para você começar de vez
  • Recomendamos para acompanhar

 

 

A lei que regulamenta a atividade nas ruas

food-truck-6-passos-legislacao

Aqui, cabe ressaltar que cada município tem sua legislação específica, que dita sobre o comércio de alimentos em espaços públicos. No entanto, muitas cidades já estão em processo de regularizar a função.

Caso você more em um local que ainda não tenha esta liberação, saiba que há outras opções para prosseguir no ramo.

No final de dezembro de 2013, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), validou a lei nº 15.947/13, que dispõe acerca das regras para comercialização de alimentos em vias e áreas públicas, designando o termo “comida de rua” para definir os food trucks.

Se você deseja ingressar no negócio em São Paulo, é indicado que leia a norma neste link.

O texto faz uma divisão de comércio por categorias A, B e C. Sendo:

  • 1. Categoria A: alimentos comercializados em veículos automotores. Portando, considerados montados sobre veículos a motor, ou rebocados. Desde que não permaneçam no local após o fim do expediente, e possuam comprimento máximo de 6,30m.
  • 2. Categoria B: comercializados em carrinhos ou tabuleiros. São os equipamentos montados em uma estrutura tracionada por veículo ou carregada por força humana.
  • 3. Categoria C: todo o comércio de tendas e barracas desmontáveis.

Para que o seu comércio itinerante possa circular em São Paulo, é necessário solicitar a emissão do Termo de Permissão de Uso (TPU), mediante alguns termos a serem cumpridos.

E com a permissão em mãos, bastaria optar por algum dos diversos pontos disponibilizados pela prefeitura. Certo?

Bom, ainda não é bem assim… Vale lembrar que são pontos fixos, você teria que deixar seu food truck estacionado apenas neles, mediante reserva, pois são rotativos. Além disso, na data deste artigo, ainda existem mais pedidos de TPUs do que pontos disponíveis.

Como proceder, então?

Assim como toda nova ideia que surge, muitos detalhes ainda precisam ser acertados. E não será diferente com a lei para a comida de rua, que muito em breve também deverá existir em outros estados.

Então, ainda não deixe que isso seja incômodo na sua pesquisa.

A primeira opção de muitos proprietários tem sido participar em eventos particulares e em parques de gastronomia.

Estes locais reúnem um público grande e focado no consumo de alimentos. Ou seja, uma excelente oportunidade de lucro e de divulgação da sua marca.

Mais abaixo você verá uma categoria especial para as feiras gastronômicas.

 

Atualizado:

Em Belo Horizonte também já está tramitando uma alteração da lei existente nº 8.616/03, para regulamentar os food trucks. Acompanhe aqui a situação.

Em Salvador , o vereador Leo Prates está abrindo espaço pra a aprovação do projeto de lei 24/2014 que viabiliza a profissão de food trucks e food bikes.

 

 

6 Passos para começar com sucesso

food-truck-6-passos-sucesso

Na maior parte das vezes, iniciar um bom negócio demanda planejamento, pesquisa e muita dedicação.

É a sequência que chamamos de “pensamento → pesquisa → ação“.

Você certamente estava pensando em algum termo, antes de pesquisar e chegar a essa página.

O último passo da sequência vem após analisar muitos fatores.

Então, a menos que você seja um gênio do empreendedorismo, que transforma ideias em fortunas, sem dificuldade alguma,  é aconselhável seguir alguns passos inciais, antes da ação de verdade.

Confira 6 dicas importantíssimas que vão alavancar o ponto de partida do seu food truck!

 

Passo #1: Pesquise muito!

food-truck-6-passos-pesquisa

Essa é uma etapa importante. Assim como você está fazendo agora.

Utilize esse momento para aprender mais sobre o conceito de food truck, ler opiniões de pessoas que já passaram pela experiência e são proprietárias.

Veja como está o mercado na sua região. Aquecido? Recém iniciando? É possível que você seja o pioneiro do ramo, na sua cidade.

Decida também a faixa de capital que está disposto a investir.

 

Passo #2: Determine seu conceito

food-truck-6-passos-escolhas

É nesse ponto que serão definidos a sua marca própria (ou franquia, caso opte por uma), a categoria de alimento, cardápio e demais detalhes.

A escolha das opções de pratos pode não parecer importante agora, mas isso irá influenciar em muito no custo final, principalmente em relação à estrutura interna e o tipo de equipamento que será instalado na cozinha.

Para quem deseja um food truck com cardápio gourmet, aqui vai uma dica: esqueça os pratos de difícil preparo ou que demandem tempo.

Lembre-se: seu público mais exigente deseja uma refeição rápida, mas sofisticada. O foco aqui é agilidade com qualidade.

 

Passo #3: Invista no veículo.

Investir em Food Truck

O visual do seu food truck será o primeiro contato com seu público. Portanto, aqui está um trabalho inicial muito importante. Aplique qualidade e contrate uma empresa séria que customize veículos para o ramo.

O visual deve lembrar sua marca, chamar atenção e ser agradável, ao mesmo tempo.

food-truck-6-passos-como-montarSe você pensa em optar por franquia de uma marca já existente, ela provavelmente já terá um layout padrão para ser aplicado ao novo veículo.

Isso pode facilitar muito o início do seu negócio e impactar menos no custo final.

Para que você possa se orientar sobre qual serviço contratar para a customização, selecionamos algumas empresas que prometem uma solução prática:

 

Passo #4: Atenção à higiene

A segunda coisa que mais vão reparar no seu negócio é a limpeza.

Manter o ambiente organizado ao redor do food truck é primordial para não botar o público pra correr! O cliente que aguarda um pedido, também assiste ao preparo e fica de olho na limpeza dentro e ao redor lugar.

Esteja atento à capacidade do lixo externo. Deixá-lo transbordando, como vemos em tantos locais públicos, certamente não causaria uma boa impressão.

O ideal é você ter um funcionário para cuidar da organização, além do responsável pela cozinha. Afinal, lidar no preparo dos pratos e sair rapidinho pra retirar o lixo, enquanto deixa algo cozinhando, causaria uma péssima impressão de higiene para o local.

E, assim como os clientes cuidarão tudo, a fiscalização sanitária também vai ditar se você está apto a continuar funcionando ou não.

Para maiores detalhes, procure pesquisar sobre o órgão de vigilância sanitária da sua região e se adeque às normas. Dentre elas: temperatura de conservação dos alimentos, uso de água tratada e ingredientes seguros são principais.

Está pagina do SEBRAE pode lhe auxiliar.

 

Passo #5: Crie espaço nas redes sociais e apareça!

Redes Sociais

Atualmente, nenhum negócio possui pleno potencial se não estiver presente na internet.

Então, procure marcar lugar em mais de uma rede social, se for possível. Facebook e Twitter são os pontos chave de divulgação da sua marca.

Mas não deixe de investir seu tempo para também estar em algumas outras redes como, Instagram, Tumblr e Pinterest. Postar fotos de pratos do cardápio e de eventos em que participa, por exemplo, deixa seu público mais próximo e fidelizado.

Afinal, a essência dos food trucks é ser mostrado nas ruas. Reserve um tempo para marcar peso na internet.

 

Passo #6: Esteja preparado

Como qualquer outro negócio, para se destacar você precisa ter em mente que o início pode ser um pouco lento. Pode haver altos e baixos, e o faturamento talvez não seja acelerado no começo. O que vale aqui é não se abalar.

Não procure ser o melhor do seu ramo. Invista sua força em ser diferente, seu público aprecia novidades.

No momento em que você se destaca por oferecer um serviço diferenciado e de qualidade, o reconhecimento vem em seguida.

Lembre que você estará lidando com o mais variado tipo de público, seja cordial sempre e seus clientes irão lembrar de você na hora de voltar.

 

 

Como Funcionam as Feiras Gastronômicas

food-truck-6-passos-feira-gastronomica

Há de se pensar sobre o abastecimento elétrico e hídrico do seu negócio. Não adianta parar em qualquer lugar da rua se o seu carro não é autossuficiente para operar durante o expediente.

Já tendo visto o potencial da modalidade, muitos proprietários optam por alugar um espaço em locais fora do espaço público.

Este mercado está aquecido e procurando por food trucks para participação dentro de eventos. Para tanto, você precisa divulgar sua marca e acompanhar a discussão local da sua cidade (no final deste post, colocamos alguns links de associações).

Para os veículos que precisam do fornecimento de água e energia, é uma excelente alternativa.

Em geral, o lugar que estiver produzindo a feira cobrará um valor de aluguel por turno ou por mês, que pode variar entre R$ 200 e R$ 7 mil, respectivamente. O seu faturamento será proporcional.

O Butantan Food Park, por exemplo, situado na zona oeste de São Paulo, funciona diariamente e recebe mais de 20 mil pessoas por semana. O local abriga de 8 a 15 estabelecimentos, entre food trucks, trailers e barracas. Acessando o site, é possível fazer um cadastro para participar das feiras.

Também existe a Associação Comerciantes de Comida de Rua, que divulga eventos e atualiza o público interessado sobre novidades da legislação em São Paulo.

 

 

5 Ideias de Franquias Móveis: voce começando Com Experiência

food-truck-6-passos-franquias-moveis

Se você está querendo iniciar com um franquia, trouxemos aqui algumas sugestões atuais, para que possa decidir qual marca melhor se encaixa no seu perfil de negócio.

Franquia da Pizza: especializada em massa pré-assada, também comercializa pizzas brotinho feitas na hora. A marca garante custo operacional reduzido e retorno acelerado. A taxa de franquia é de R$ 20 mil, sendo ainda acrescida com o valor do veículo e outros custos.

Los Cabrones: de culinária mexicana, também promete baixo custo operacional com rápido retorno do investimento. Custo a partir de R$ 60 mil.

Salgado Mania: marcada como a primeira marca brasileira de fast food 100% móvel, garante ao franqueado um food truck autossuficiente em água e em eletricidade, com autonomia de 12h de operação ininterrupta. O investimento inicial é a partir de R$ 69 mil.

Açaí no Ponto: o nome já diz tudo. A rede oferece um amplo suporte ao franqueado. O investimento, incluindo taxa de franquia, estoque e marketing inaugural, capital de giro, equipamentos e automóvel, alcança os R$ 220 mil.

Já no ramo de Drink Truck, recomendamos:

Santo Bier: consiste num veículo equipado com máquinas de chopp, além de servir outros tipos de bebidas. Em parceria com o Banco Pan, a marca disponibiliza linhas de crédito para o novo empreendedor. Os custos variam entre R$ 35 mil e R$ 149 mil.

 

Recomendamos para acompanhar

Saiba o que estão falando sobre os food trucks e fique atualizado sobre as leis que estão surgindo para regularizar o serviço na sua cidade, através dos links abaixo:

 


E, para finalizar, gostaríamos de saber o que você achou desse guia sobre food trucks.

Deixe um comentário com sua opinião, dúvida ou até mesmo para criticar algo.

Procuramos trazer para o blog os negócios que estão movimentando a economia e gerando sorrisos em muitos empreendedores.

Para acompanhar os novos artigos que forem surgindo, cadastre seu email para ser o primeiro a receber nossas atualizações gratuitas, além de ficar informado com as dicas exclusivas de negócio, que enviamos por email.

 

Comentários Recentes
  1. Daniela
  2. Orlando

Comente Abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *